CARTAS DE AMOR

diaspora

Atividade/Concurso – “Será que Todas as Cartas de Amor são Ridículas?”

A Biblioteca Municipal, a propósito do “Dia dos Namorados”, promoveu o Concurso, “Será que Todas as Cartas de Amor São Ridículas”, desafiando os alunos do 3º ciclo, no âmbito da disciplina de Português a participar, inspirando-se em autores portugueses sobre o tema, “O Amor” ou criando a sua própria carta.

A atividade foi realizada em articulação com o CAS – Centro de Artes de Sines/ Departamento de Línguas/Grupo de Português/Biblioteca Escolar, tendo participado, a título voluntário, setenta e um alunos de 3º ciclo, da Escola Vasco Da Gama de Sines, das turmas de sétimo e oitavo ano de escolaridade.

A entrega de prémios decorreu no auditório do Centro de Artes de Sines, no dia catorze de fevereiro, dia de S. Valentim, (dia dos Namorados), aos seguintes alunos vencedores:

7º ANO:

1º Lugar: 7º B – nº 12 – Mariana Pereira

2º Lugar: 7º D – nº 20 – Rui Naves

3º Lugar: 7º B – nº   3 –  Beatriz Santos

8º ANO:

1º Lugar: 8º A nº 13 – Mariana Vilhena

2º Lugar: 8º A nº 17 – Sofia Duarte

3º Lugar:  8ºA nº 14 – Marta de D’Almeida

 

De referir que, o Centro de Artes de Sines, atribuiu livros e diplomas a todos os alunos classificados. Aos alunos participantes, atribuiu ainda um diploma de participação, bem como aos professores envolvidos na atividade.

A Biblioteca Escolar, em nome do Agrupamento de Escolas de Sines, agradece ao Centro de Artes de Sines, à Biblioteca Municipal e à sua responsável, Emília Mariano e à sua equipa, a parceria na atividade.

Uma palavra de agradecimento, às docentes da disciplina de Português pelo trabalho desenvolvido no âmbito da competência da leitura e da escrita com os seus alunos, na sensibilização e preparação da atividade, bem como na apreciação e  seleção das respectivas cartas.

 

Para os alunos vencedores, deixamos os nossos parabéns e o nosso obrigado pelas palavras  com que  derramaram no papel as suas emoções mais fortes e mais íntimas sobre o amor. E, mesmo que para alguns tivesse sido um breve ensaio sobre a sua primeira carta de amor, naturalmente que um dia, se irão lembrar que as suas cartas, ainda que, por mais que possam ter parecido “ridículas”, merecerem ser premiadas. Para os alunos participantes e que foram muitos, também uma palavras de parabéns, pelo interesse e motivação demonstrada na atividade.

Maria de Fátima Nunes

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios